terça-feira, 10 de dezembro de 2013

Fernanda Capez - Sua melhor Opção... Linda Gordinha de Programa RJ

Fernanda Capez

Uma coisa que me faz rir sempre? Os clientes, que chegam aqui morrendo de medo, risos!  Depois confessam: Pensavam que eu era rude,ríspida, ou dura, ou sei lá mais o quê, e de repente encontram uma acompanhante meiga, carinhosa, e inclusivamente calma. Muitas vezes a impressão que passo que sou nojenta, altiva, “ESTRELA” como ouço sempre... Risos!
Ai, como eu morro de rir, porque este é um comentário frequente no contato ao vivo. Sabe o que é? As pessoas se acostumam com os meus desabafos no blog, e não foram nem uma e nem duas vezes que chorei, esperneei, arranquei os cabelos em lamentos, contando das coisas que vivo, daí uma pessoa vai lendo uma coisa ou outra e imaginando que a pessoa é sempre assim, risos, como se eu rodasse a baiana o tempo todo, risos. Sou muito expressiva, muito autêntica, não sou de ter caras e bocas ou de fazer jogos, falo o que sinto, e por vezes posso ser mal interpretada porque esse tipo de atitude nem sempre é bem vista. Fora que, claro, a escrita também pode fazer com que as pessoas percebam um tom, quando o meu tom até foi outro.
Sabe o que é? Pra começar, o que conto aqui, em cada post, é um relato do que pode ter acontecido em uma hora, mas não nas 24 horas do meu dia. Claro que não dá pra eu contar tudo o que se passa, se fosse isso eu nem ia ter tempo para atender clientes, risos.
 É claro que, de certo modo, acabo por dar prioridade a posts que podem ter uma carga mais emotiva para mim, mas não quer dizer que aquilo foi o meu dia todo, aliás, o blog eu uso para desabafar, e muitas das vezes, depois que coloquei o último ponto, já nem estou pensando mais naquele assunto sobre o qual escrevi e já estou seguindo em frente, mas, para algumas pessoas, como a escrita fica ali, viva, é como se eu ainda estivesse vivendo o que aconteceu. Quantas e quantas vezes os clientesme ligam, querendo conversar sobre algo que eu contei no blog, e eu não digo “Do que você está falando mesmo? Ah, daquilo do post de ontem? Ah, aquilo já é passado, e pra mim já passou faz tempo, já nem lembro mais disso.”.
É claro que a minha atividade tem uma carga de tensão muito grande (falo sobre isso num próximo post), mas é claro que também tento evitar que uma coisa não interfira na outra. Digo, tento fazer com que o que foi vivido no atendimento anterior não interfira no atendimento corrente, com que minha vida pessoal não interfira na minha vida profissional, por isso é assim mesmo, quando o cliente chega, dentro dos limites do possível, geralmente estou sim, sempre muito calma e serena, e tentando fazer de tudo para proporcionar um bom atendimento.
Claro que nem tudo pode correr como quero, apesar de todos os meus esforços e da minha paciência quase ilimitada. Por isso que muitas vezes tenho que impor uma postura séria, para que as pessoas não confundam certas coisas. Se não faço isto, vira bagunça e a maior prejudicada, como sempre, sou eu.
Sou meiga, sou doce, gosto de dar e de receber carinho, gosto de uma boa conversa, de boas atitudes, de olhares ternos. Por vezes há muitas coisas que quero contar aqui, e que não posso contar, porque de certa forma comprometeria outras pessoas e isso não seria legal, daí mudo de assunto, mesmo sabendo que tal história daria um excelente post, porque é assim mesmo, tenho que criar filtros, do que entra e do que não entra, do que conto e do que fica só pra mim.
Mas tudo isto só para dizer que eu, você, todos nós, somos muito mais do que uma primeira impressão. Quando atendo um telefone, ou quando atendo um cliente, muitas vezes sou levada pela experiência, «já vi isto», «já vivi isto», «isto vai ser assim, quer ver?», e, por mais que acerte na maioria das vezes, dou crédito para que as coisas sejam diferentes daquilo que previ ou imaginei.
Sei que com a minha atividade as pessoas só enxergam em mim o sexo, mas ah, há tanto amor dentro de mim! Tanto amor dentro de mim que vocês nem imaginam…!
…O velho problema de conseguir uma marcação comigo! Não, não é assim tão complicado, mas tem cliente que gosta de complicar mais as coisas, risos.
Tenho clientes que nunca tiveram problema em marcar um encontro comigo, ou que pelo menos raramente tiveram dificuldade de encontrar um horário, mas aí de vez em quando tem um ou outro que tem uma dificuldade enorme, passa anos tentando uma marcação e nunca consegue. Sim, eu disse «anos», e não estou exagerando: tem gente que me liga há vários anos, mas nunca consegue fazer uma marcação.
O que acontece é que algumas pessoas não querem marcar com antecedência, ou pensam apenas num horário, mas não num segundo horário alternativo, caso o primeiro esteja indisponível.
A maior parte dos meus clientes, ou melhor, dos meus bons clientes, marcam de um dia para o outro, por vezes até com alguns dias de antecedência. Mas eu sei que não é todo mundo que consegue ser tão bem organizado. Por isso aceito marcações até para o mesmo dia, mas alguma antecedência é sempre bem vinda.
Algumas pessoas tentam marcar por e-mail, mas, sinceramente, este é um meio de contato do qual já desisti faz tempo. Por isto mesmo, para marcar comigo, o melhor é ser simples e direto: pegar no telefone e ligar para o 021-93563039...
Como disse acima, fujo um pouco dos e-mails, até porque tem gente que me escreve há mais de 5 anos e nunca chega a marcar um encontro de fato. Como já disse algumas vezes, sou uma acompanhante real e não uma acompanhante virtual, e também só sou acompanhante quando estou acompanhando, ou seja, quando estou num encontro, logo não faz sentido algum para alimentar situações que não sei se virão a ser reais.
Gosto muito do virtual, afinal tenho um blog por todos esses anos, mas enquanto acompanhante a coisa comigo funciona muito mais olho no olho e pele na pele.
Não existe “cliente que está pensando em marcar um encontro.” Cliente que ainda está pensando em marcar um encontro não é cliente, logo nem deveria ligar se ainda está na onda do pensamento, e não na onda da ação.
 Existe cliente que marca encontro. Cliente que quer um encontro, que marca, que vem, que passa bons momentos. Ou seja, gente que não vive só de letras, de sonhos, de garganta ou de teorias.
É aí que mora a objetividade: quando um cliente quer mesmo um encontro, ele liga e marca, e se não tem horário, ele já vai ter em mente uma hora secundária, quando ele também pode ter aquele encontro. Simples. Em alguns casos, tenho também clientes que pedem para serem avisados caso haja alguma desistência na minha agenda durante aquele dia, isso também pode facilitar uma marcação.
 Eu não disse que era bem simples? Quem quer (e faz por merecer, risos), consegue. Sempre conseguiu.
Fernanda Capez
Gordinha de Programa RJ
Acompanhante gordinha RJ
Sua Linda BBW
Blog Oficial: Clique aqui

Contatos: 021-993563039
                   021-983199791
Honorários/Horários:
Segunda a sexta feira
11hs às 19hs: 160,00 01 hora
                          200,00 02 horas
19hs às 22hs: 200,00 01 hora
300,00 02 horas
Sábado/ Domingo e Feriado
11hs às 18hs: 200,00 01 hora
300,00 02 horas


Nenhum comentário:

Postar um comentário